lideranca-coaching

Liderança coaching: tudo que você precisa saber

Como líder você deve pensar muitas vezes em alçar grandes voos na sua empresa. Isso é inerente aos líderes entusiasmados e inspiradores. Agora, você já pensou em receber o treinamento certo para chegar aos seus objetivos? Na liderança coaching é assim! Você vai conseguir enriquecer a forma que atua na sua empresa e alçar esses voos de sucesso que tanto almeja.

Para concretizar o desejo de se tornar um líder cada vez melhor é fundamental dominar por completo as ferramentas capazes de coordenar e potencializar os resultados do seu time. Para aí sim, colher esses frutos.

E nesse aspecto a liderança coaching é essencial, pois ela existe para isso. 

Primeiro, faz o líder ser excepcional e depois esse profissional impacta seus liderados com o conhecimento adquirido.

É possível que haja muitas dúvidas e questionamentos acerca do tema, pois alguns podem se fechar para este aprendizado, e criarem resistências. Isso é compreensível, dado às situações que mostram o tema coaching de forma negativa.

Mas meu desejo é trazer esclarecimentos pertinentes e deixar os líderes seguros quanto à liderança coaching.

Desta forma, no artigo abaixo você irá conhecer:

  • O que é liderança coaching; 
  • Quais são os benefícios dessa prática; 
  • E descobrir se vale a pena contratar um coaching de liderança.

Leia o artigo até o final e abrace esse conhecimento. Vamos lá!

O que é liderança coaching?

Estar em uma posição de liderança não garante que o indivíduo saiba o que é liderar. 

Então a premissa para que dê certo é a pessoa se questionar sempre: O que posso fazer para ser um líder melhor?

Se o indivíduo se apropriar dessa pergunta, vai buscar o autoconhecimento e os meios para que isso aconteça de fato. Nesse ponto se tem o líder aberto ao aprendizado, o líder aprendedor.

A liderança coaching tem isso na sua essência!

O desenvolvimento humano dos profissionais que são líderes é um dos pontos centrais da liderança coaching. Essa metodologia é super eficiente em desenvolver as habilidades essenciais de um líder de sucesso e, consequentemente, alcançar resultados eficientes para a organização como um todo.

Ao passar por um treinamento de liderança coaching, o líder se sente apto a aplicar as técnicas e ferramentas aprendidas e testadas em si próprio, na sua equipe.  

Ou seja, o líder possui essa expertise e tem confiança suficiente para estender àqueles que estão sob sua guarda. Assim, promove o desenvolvimento da sua equipe, tendo sempre no autoconhecimento o ponto de partida.

Leia também: Quais são as vantagens e desvantagens de ser um Líder Coach?

Quais são os benefícios dessa prática?

Os benefícios da liderança coaching são evidentes! 

O profissional que embarca nessa vivência se torna um líder transformador, se conhece melhor, entende as suas potencialidades e aprende a aprimorar as habilidades comportamentais deficientes.

É visível e esperado que um líder desse nível seja uma inspiração para seus liderados. 

Isso é extremamente benéfico para a corporação, pois, um líder admirado é seguido com respeito e amor. Dessa forma, alcançar objetivos juntos fica divertido e compensador. Isso faz sentido para você?

Um indivíduo que possui um treinamento com liderança coaching é um líder que sabe se expressar de forma clara. Esse líder promove a cordialidade nas relações interpessoais do ambiente de trabalho. Ele olha no olho de cada liderado e os conhece de verdade, por isso sabe das suas necessidades. 

E, bastante proveitoso para a vida de um líder, é ele ser um visionário. Usar a proatividade que desenvolveu para antecipar a resolução de situações desafiadoras que podem influenciar diretamente nos resultados.

Sendo assim, um líder coach, se conhece, sabe quem é de verdade e de tudo que é capaz na sua profissão. Seu poder de motivar e de influenciar os liderados ganha níveis exponenciais. 

Você também pode gostar de ler: O que é ser um Líder Coach?

Vale a pena contratar um coaching de liderança?

Sempre me perguntam se vale a pena contratar um coaching de liderança. Essa dúvida é totalmente compreensível!

Mas se você entende que o autoconhecimento, as mudanças comportamentais, a aquisição de novas habilidades, o alinhamento de carreira, e o prazer de ver os liderados sentindo admiração pelo seu líder, como objetivos importantes dessa metodologia, a resposta é SIM. 

Por isso, é relevante passar por essa experiência com o coaching de liderança.

A contratação de um coaching de liderança pode ser um dos melhores investimentos que você fará na sua carreira. 

Ou seja, é o primeiro passo para melhorar sua performance, aprofundar-se no seu propósito e com isso alçar novos voos na sua vida profissional.

Mas é preciso deixar um alerta: é de suma importância contar com profissionais sérios e devidamente experientes, pois não são todos os que conseguem extrair o melhor de cada indivíduo. 

Eu sei que você quer chegar a sua máxima potência, por isso, procure por um Coach que transmita um sentimento de confiança.

E, da sua parte, é preciso estar apto a passar por essa transformação. 

Sim, porque existe um líder antes da liderança coaching e um líder depois da liderança coaching. Eu diria, transformado mesmo! 

Nesse sentido, é imprescindível seguir as recomendações e fazer o trabalho que está sendo planejado. Dessa forma, sem resistências, com esforço e dedicação é possível alavancar os melhores resultados.

Agora me conta: você está preparado para melhorar seus resultados e dar um impulso na sua qualidade de vida, sendo cada vez mais eficiente e preparado para lidar com as condições do dia a dia?

É muito importante para mim saber a sua opinião.

 Complemente a sua leitura com o vídeo abaixo e se inscreva no meu Canal do Youtube: Vanusa Cardoso. Toda semana tem vídeo novo por lá.

trabalho em equipe

7 dicas para melhorar o trabalho em equipe

Viver em sociedade exige que se tenha que fazer atividades no coletivo. Assim, o trabalho em equipe tem que ser uma habilidade cultivada.

Muitas pessoas podem até gostar de um trabalho mais solitário e quieto no seu canto. No entanto, dentro de uma empresa, o trabalho em equipe é muito valorizado, principalmente pelo engajamento que estimula e porque alimenta uma cultura organizacional mais coesa.

Trabalhar em equipe mostra o valor da contribuição de cada um para a construção de um todo. E isso traz muita satisfação aos envolvidos!

Se o trabalho em equipe traz inúmeros benefícios para a empresa, no que diz respeito à soma das competências de cada um, é natural que ela queira estimular este hábito no seu espaço. Mas, você se sente preparado para trabalhar em alta performance desse jeito?

Prepare-se para a leitura!

Fiz este artigo para todo aquele que quer se sentir confortável nessa forma de trabalhar ou, ainda, que deseja melhorar o modo de trabalhar em equipe que já conhece.

Leia o artigo até o fim e veja as excelentes dicas que preparei sobre o assunto.

Trabalho em equipe, habilidade ou necessidade?

O que é uma habilidade? É a forma de se colocar em prática o conhecimento que se tem. Então, você pode saber tudo sobre trabalho em equipe, mas se não aplica de forma adequada, o seu conhecimento não foi útil.

A necessidade, por outro lado, o impele a fazer de forma urgente. 

Esse é um daqueles casos em que não se consegue planejar direito porque existe a necessidade e ela vai ser suprida. A coisa precisa acontecer, quer o colaborador esteja preparado ou não.

Aqui a atenção para o trabalho em equipe deve ser redobrada, pois trabalhar o seu pessoal sem organizar os papéis dos colaboradores em um trabalho de equipe, é um risco evitável.

O que eu posso dizer sobre isso, então: a necessidade do trabalho em equipe é latente, está sempre aparecendo. Por esse motivo é preciso que os indivíduos desenvolvam habilidades para conseguir trabalhar dessa forma urgentemente.

Você também pode gostar de ler: Como motivar uma equipe: dicas práticas para usar hoje mesmo

Características dos indivíduos que trabalham em equipe

Aprender a trabalhar em equipe é importante e também um diferencial. Saiba que o profissional com essa habilidade é valoroso para o mercado de trabalho.

Seja esse profissional!

Aqui, mostro características que fazem parte do comportamento das pessoas que trabalham em equipe. O que acha de cultivar àquelas que você não possui? Veja:

  • É colaborativo: o indivíduo que sabe trabalhar em equipe gosta de colaborar com o seu conhecimento para um propósito maior;
  • Preza pela convivência amigável: faz a política da boa vizinhança, procurando ser cortês e amigo de todos;
  • Prefere o coletivo: esse colaborador não enaltece o individualismo, ele sabe que alinhar os interesses do grupo para um objetivo comum traz resultados;
  • É comprometido: dá a devida importância ao trabalho que possui e sugere mudanças positivas, traz ideias novas para o grupo;
  • Tem flexibilidade: é preciso estar aberto, ninguém tem obrigação de pensar igual a você, mas o respeito é fundamental para o trabalho em equipe;
  • Sabe se comunicar: a atividade em grupo tem a particularidade da comunicação contínua, pois é preciso que as pessoas troquem constantemente conhecimentos, ideias e informações. Aqui ser assertivo é fundamental, com uma comunicação clara e objetiva.
  • Não compete: olhar o outro como um rival e usar de egocentrismo no trabalho é garantia de fracasso. Quem sabe trabalhar em equipe valoriza o trabalho dos colegas e os auxilia.

7 dicas para melhorar o trabalho em equipe

Na liderança, supervisionar o trabalho em equipe e dar condições para que ele aconteça de forma leve, prazerosa e produtiva, é parte do trabalho de um líder inspirador.

Para auxiliar os líderes a encontrarem o norte neste empreendimento, veja as dicas que listei abaixo:

1) Procure formar uma equipe unida

Você deve conhecer os seus liderados e assim juntá-los para fazer uma equipe ganhadora. E também, deve fazer com que seus liderados sejam unidos, conhecendo um ao outro. Para isso promova encontros fora do ambiente de trabalho como almoços ou happy hours.

2) Seja um líder presente

O líder que se aproxima da sua equipe na supervisão de cada etapa do trabalho demonstra que é confiável e mesmo sendo o chefe ele é tratado como parte da equipe.  Pela proximidade nasce a admiração pelo líder e muitos funcionários ficam empolgados para entregar um resultado melhor.

3) Incentive a comunicação assertiva

A equipe que se comunica de forma clara e direta, sem rodeios ou dificuldades, trabalha de forma ajustada. A equipe que usa o diálogo como ferramenta, consegue resolver os pequenos problemas diários de forma autônoma e isso contribui para um resultado com a cara dessa equipe.

4) Estimule a organização e o planejamento

Organize e distribua as tarefas que cabem a cada colaborador, você deve conhecê-los bem. Dessa forma, os conflitos diminuem e podem ser extintos, pois cada um sabe da sua responsabilidade na atividade. Ser estimulado a organizar-se traz autoridade para cada envolvido. Você verá resultados por isso!

5) Promova o respeito ao outro

Olhar a equipe com a diversidade que ela possui é uma grande sacada. O líder sabe que as pessoas que estão sob seu comando têm origens e culturas diferentes. É preciso deixar claro que nem todos irão concordar com a fala dos colegas, mas o respeito ao outro deve permear qualquer discussão. Assim, a equipe fica abundante de diferentes conhecimentos.

6) Invista em feedbacks

A sua equipe precisa ouvir sobre o caminho que está trilhando. Ela está no caminho certo? Precisa ouvir recomendações para melhorar em algum aspecto? Ou deve receber um elogio porque está se superando nas expectativas? Procure fazer feedbacks periódicos, isso também auxilia o líder a entender a realidade do trabalho. Assim, pode fazer ajustes se necessários.

7) Reconheça e celebre conquistas

Líder tenha sempre em mente que um colaborador reconhecido é muito mais produtivo do que um esquecido. 

Por esse motivo, habitue-se a demonstrar que reconhece o esforço da sua equipe quando ela apresenta-o. Reconhecer e celebrar pequenas conquistas impacta a vida dos colaboradores, pois, assim, eles sabem que fazem diferença dentro da empresa. Isso alegra e motiva!

Conta aqui nos comentários se essas dicas são aplicáveis na sua empresa. Isso pode ser posto em prática HOJE? 

Complemente a sua leitura com o vídeo abaixo e se inscreva no meu Canal do Youtube: Vanusa Cardoso Coaching

motivação 3.0

Motivação 3.0: o que é e como influencia na sua liderança

Você já percebeu que as formas de motivação mudaram? Isso é visível no dia a dia das empresas, pois o modo antigo de motivar ficou no século passado. Antes se utilizava de punição ou recompensas pelos seus feitos na empresa, só que isso não dá mais conta de fazer um time motivado. Inclusive, muitas vezes, desanima as pessoas.

E o que se pode fazer diante disso? Primeiro é entender a mudança, o novo jeito de motivar, ou seja, a motivação 3.0.

Já é visível a mudança das pessoas sobre como se motivam, isso inclusive traz muita inquietação, porque afinal, mudar requer envolvimento, aceitação e foco. 

Só que, ou se entende o que está acontecendo ou se é engolido pela mudança.

Por isso é muito bem-vindo o trabalho maravilhoso do autor Daniel H. Pink no livro Motivação 3.0. Em sua obra, o autor nos presenteia com uma abordagem diferente sobre a motivação nos dias atuais. 

Baseado em décadas de pesquisa, mostra-nos e detalha o que é a Motivação 3.0. Assim, é possível acessar o conhecimento sobre a nova motivação, usar na empresa e, também na vida pessoal.

Dada a relevância desse tema e a impossibilidade de negação do mesmo, eu fiz um artigo para que você conheça do que trata a Motivação 3.0 e como isso influencia na sua liderança.

Acompanhe a leitura do artigo e se inclua nessa mudança com propriedade!

O que é motivação 3.0

É provável que você tenha vivenciado a motivação através das recompensas dadas pela empresa ao atingir metas, ou até mesmo vivenciado o receio de perder algum benefício por não atingir tais objetivos. Nossa! Nem sempre foi fácil.

Apesar de ter dado certo em algum momento, hoje as pessoas precisam de mais.

Por isso precisamos falar de Motivação 3.0. 

Segundo Daniel H. Pink a Motivação 1.0 tinha o homem como ser biológico, a preocupação dele era a luta pela sobrevivência, comer, vestir e morar, por exemplo. Já a Motivação 2.0 é esta que conhecemos e praticamos,dando conta de que o homem se motiva por recompensas e punições em seu meio ambiente. 

E chegamos à Motivação 3.0. Essa nos diz que além do homem lutar pela sobrevivência e se motivar por recompensas, ele tem também o terceiro impulso: o de aprender, criar e melhorar o mundo.

É disso que trata a Motivação 3.0!

Ou seja, ela está diretamente ligada ao nível de satisfação que se tem, a busca pelo melhor desempenho e um fazer sentido na vida. Dada essas informações é possível perceber que é uma motivação intrínseca, nasce dentro das pessoas.

Se a motivação agora é assim, deve ser trabalhada para que os colaboradores alcancem uma alta performance e fiquem felizes com isso.

Por isso é tão importante conhecer os três elementos que a compõem.

Você também pode gostar de ler: Como motivar uma equipe: dicas práticas para usar hoje mesmo

Quais são os elementos?

São três os pilares que sustentam a Motivação 3.0: Autonomia, Excelência e Propósito. 

Cada um deles nasce no interior da pessoa e cresce de acordo com os incentivos alimentados por ela mesma. Veja:

  • Autonomia: o desejo humano de estar no controle da própria vida, de dirigi-la;
  • Excelência: necessidade dos humanos de se tornarem cada vez melhores em algo importante;
  •  Propósito: o desejo de fazer o que se faz em nome de um objetivo maior;

Esses elementos tratam de uma nova pessoa, esta que precisa ter liberdade para escolher com qual equipe gostaria de trabalhar para render mais. Que deseja aumentar os seus conhecimentos para chegar a melhor versão da sua atividade. 

E, ainda, quer fazer isso visando algo maior, um propósito dentro da empresa, ou seja, deseja fazer parte de algo grandioso e pensar que seu trabalho é mais do que um emprego.

Olha o tamanho dessa mudança! Saiba que este perfil está agora na sua empresa e você precisa compreendê-lo e auxiliá-lo.

Esse é o motivo maior de visualizar os impactos que a Motivação 3.0 traz para a sua liderança.

Como a Motivação 3.0 impacta na sua liderança

Tem-se o fato. O novo tipo de motivação está presente e só tende a crescer. Fazer vistas grossas pode ser um tiro no pé do líder.

A verdade é que quando a fórmula de motivar sua equipe já está ultrapassada e ela mesma quer se auto motivar, o líder precisa demonstrar as habilidades necessárias para isso, ajudando-os.

Pensa comigo: Quando a motivação é extrínseca, ou seja, vem de fora, na forma de um prêmio, o foco do trabalho será ligado somente ao prêmio. Isso pode alimentar comportamentos antiéticos e dificuldade em trabalhar em equipe, já que só o que motiva é ganhá-lo.

Você pode se perguntar: Eu nunca mais poderei usar uma maneira conhecida de motivar meus funcionários?

Calma! Você pode ainda utilizar esse tipo de motivação para atividades pouco interessantes de se fazer, mas saiba lidar com isso. 

Para as tarefas que exigem engajamento, criatividade e tem um viés desafiador, o líder vai precisar de uma pessoa com Motivação 3.0.

Saber diferenciar quando se deve usar da motivação extrínseca é a grande sacada! Porque não se deve perder de vista que as pessoas fazem grandes feitos quando se retroalimentam de sua própria motivação.

Imagina que cenário maravilhoso, o líder rodeado de liderados satisfeitos com suas atividades porque se sentem autônomos, querem dar o melhor de si naquele trabalho e sabem que fazem parte da missão da empresa.

Imaginou? 

Essa nova motivação impacta positivamente na sua liderança, pois trabalhar com pessoas cheias de contentamento eleva, exponencialmente, o alcance de metas e resultados nas empresas. Além de manter o clima organizacional da empresa em alto astral.

Por isso, aprimore-se em criar o ambiente propício para a Motivação 3.0 se desenvolver.

Converse com sua equipe, busque saber quais as maneiras de fazê-los mais autônomos, incentive a superação de cada um deles nas atividades e, principalmente, invista em como engajá-los no propósito da empresa.

Gostou de saber mais sobre Motivação 3.0? Comente a forma que você vivencia os 3 pilares dela aqui embaixo.

 Leia também: 5 formas de ser uma liderança motivadora

comunicação-e-liderança

Por que comunicação e liderança devem andar juntas?

O líder vivencia todo tipo de sentimento junto aos seus liderados e por isso precisa buscar sempre aprender para ter entendimento do que acontece. Ele gerencia pessoas, ou seja, o líder influencia comportamentos para trazer bons resultados para a empresa. Com isso, tem-se uma forte ligação entre comunicação e liderança, pois ambas influenciam no resultado do time.

Várias são as habilidades que devem compor a liderança, mas sem dúvida a habilidade da comunicação é fundamental para que tudo corra bem.

Por isso, neste artigo desejo esclarecer por que a comunicação e a liderança devem andar juntas

Sendo assim, vamos ver:

  • Comunicação e liderança: uma dupla perfeita.
  • A importância da comunicação organizacional.
  • Como ser um líder que se comunica assertivamente.
  • 3 dicas para acertar a comunicação na liderança.

Siga com a leitura até o final e confira a relação íntima que a liderança e a comunicação possuem. 

Também aproveite para usar esse conhecimento em seu favor.

Comunicação e liderança: uma dupla perfeita

Você já se perguntou por que o líder tem que ser fera em se comunicar?

Parece um assunto corriqueiro, visto que a comunicação é inerente ao ser humano, mas não é! Saber se comunicar, para o líder, não é corriqueiro porque ele tem intencionalidade na sua fala. Por esse motivo, sua comunicação tem que ser pensada, direcionada e clara.

Eu digo que não se consegue os resultados desejados em uma empresa se a comunicação organizacional for tratada como algo banal. Não se pode negligenciar o poder da comunicação. Nunca!

Dessa forma, a comunicação dentro da empresa deve ser melhorada por meio de conhecimentos, métodos e engajamento de equipe.

E a boa notícia é que isso se aprende, se pratica!

Uma comunicação limpa na liderança deve minimizar a existência da rádio peão, excluir os ruídos e fazer com que os conflitos não se tornem confrontos.

O líder tem que cultivar o autoconhecimento e a inteligência emocional para a equação comunicação e liderança fazer sucesso. E também, como líder inspirador que busca ser, estender ao seu time a possibilidade de aperfeiçoamento comunicativo.

Comunicar-se claramente na empresa corrobora para a liderança ser seguida e admirada.

Isso não é incrível?

Você também pode gostar de ler: O que é comunicação interpessoal? Como ela afeta nossa liderança?

A importância da comunicação organizacional

Na comunicação organizacional, líderes e liderados devem compreender suas responsabilidades, direitos e deveres dentro do processo de comunicação.

Para isso, num primeiro momento, tem-se que saber como se dá a comunicação dentro da organização da empresa. No processo comunicativo tem-se 4 elementos que o compõem, que são o emissor, o receptor, a mensagem e o canal.

Trazendo um exemplo prático neste artigo, o emissor é o líder, ele quem vai comunicar alguma orientação. O receptor é o colaborador, pois irá receber a orientação provinda da liderança. 

Sobre a mensagem, que é a orientação em si, nesse exemplo pode ser o direcionamento sobre prazo de entrega e resultado esperado. E o canal é o meio escolhido para passar a mensagem. Aqui se vê a grande importância desse elemento porque se escolhermos um canal que não alcance o funcionário, a comunicação será falha.

Você percebe que mesmo sendo um processo humano usado ininterruptamente no dia a dia, ele tem suas particularidades? Por esse motivo precisa de tanta atenção.

Os elementos da comunicação precisam ser consistentes. Se não for assim e algum apresentar falha, esta falha será espelhada na atividade em si.

Como mencionado anteriormente, para que o líder tenha essa clareza, precisa estar presente e assertivo com sua equipe.

Leia também: Quais são as diferenças entre comunicação assíncrona e síncrona.

Como ser um líder que se comunica assertivamente

Eu menciono a comunicação assertiva porque ela só traz benefícios para a relação. O líder que consegue expor sua opinião sem agredir ninguém de forma clara, direta e limpa, é um líder respeitado.

Isso é excelente para a empresa! Trabalhar ao lado de quem se admira é muito prazeroso e reflete nas atividades cotidianas.

E como ser um líder que se comunica assertivamente?

Entender o processo comunicativo e a importância da comunicação organizacional vem em primeiro plano. Ter o autoconhecimento atualizado e exercitar diariamente a inteligência emocional não podem ficar de fora deste plano. Só aqui o líder já será diferenciado.

O líder precisa estudar, também, sobre comunicação não violenta, assim vai conseguir falar TUDO que precisa da melhor maneira possível.

Aqui, é possível perceber que se comunicar assertivamente é possuir controle sobre a situação com o uso das ferramentas certas. 

Desta forma, o líder deve sempre se aperfeiçoar no trato com os colaboradores se almeja o sucesso.

3 dicas para acertar a comunicação na liderança

1- Defina os canais de comunicação

Para cada grupo existe um canal comunicativo que atinge resultados. Defina o que usar com seu pessoal e não haverá espaço para perdas de informação.

2- Seja assertivo na mensagem

Utilize de uma linguagem clara, direta e sem rodeios na mensagem a ser dada. Respeitosamente, fale a orientação ou pedido ao seu time, bem como da urgência ou prazo que deve ser cumprido. Sem rodeios e sem cobranças agressivas.

3- Aprenda a ouvir

Passar a mensagem é importante, mas escutar seu funcionário também. Essa atitude traz a possibilidade de entender o que seus liderados pensam e isso ajuda na integração.

Gostou do artigo? Comente aqui se você está pronto para celebrar este casamento entre a liderança e a comunicação.

Para complementar a sua leitura assista o vídeo abaixo no meu Canal do Youtube: Vanusa Cardoso Coaching.

comunicacao-interpessoal

O que é comunicação interpessoal? Como ela afeta nossa liderança?

A comunicação é a base da vida em sociedade. Entender a importância da comunicação nos dias atuais e saber fazer uso desse conhecimento é crucial para se criar laços em nossas relações, entender outras pessoas e nos fazer entender. Eis a comunicação interpessoal.

Eu valorizo demais a comunicação! Por isso trago muitos ensinamentos sobre ela e incentivo às pessoas a terem uma comunicação cada vez mais limpa e eficiente.

Digo isso porque ainda que a capacidade comunicacional seja parte da nossa natureza, ter sucesso em se expressar é um desafio para grande parte das pessoas.

Note bem, quem não se comunica de maneira eficaz, acaba por ficar de fora do círculo que nos insere no grupo que queremos pertencer. E é necessário sentir este pertencimento para melhor conviver com nossos pares.

Por isso, nesse artigo, vou mostrar quais as diferenças entre comunicação interpessoal e intrapessoal; como o uso delas interfere na sua liderança e trazer dicas para desenvolver a comunicação interpessoal.

Fica comigo nesta leitura para conhecer mais sobre o assunto e colher bons frutos no seu local de trabalho.

A comunicação aprimorada vai ajudar nisso.

O que é comunicação interpessoal?

Comunicação interpessoal consiste na troca de informações entre duas ou mais pessoas. Ou seja, é a habilidade de transmitir, receber e interpretar mensagens verbais ou não-verbais de forma clara. 

Na comunicação interpessoal podemos incluir uma série de situações comunicativas que devem receber atenção para que sejam usadas da forma certa. Desde a fala, mímica, escrita e até os meios modernos que temos hoje em dia, decorrentes da tecnologia, como é o caso dos SMS, e-mails, fotos, vídeos e mensagens instantâneas de aplicativos.

Nada deve ser negligenciado.

Por isso, o seu modo de falar, líder, pode repelir seus liderados ou trazê-los para perto. Junto de nossa fala tem-se o gestual, a entonação, a postura e todas as expressões faciais que correspondem ao que você diz, ou não.

Tenha muita atenção se o que você profere tem respaldo no comportamento que você usa. Nas relações de trabalho, a comunicação interpessoal, precisa convencer seu interlocutor. Assim, as atividades fluem leves, com entendimento e melhor aceitação.

Tenha em mente, também, que para fazer funcionar a comunicação interpessoal, você precisa entender a comunicação intrapessoal.

Leia também: 7 técnicas para liderar pessoas difíceis

O que é comunicação intrapessoal?

A comunicação intrapessoal é a linguagem para um só, onde a fala torna-se pensamento. É aquela feita consigo mesmo, ou seja, o indivíduo reflete sobre suas ideias e seus desejos. Nela são debatidos os dilemas e as dúvidas que antecedem uma tomada de decisão, por exemplo.

A comunicação intrapessoal antecede a ação do indivíduo: ele estuda o que falar, quais expressões devem estar ligadas à fala e estuda mentalmente a informação que irá influenciar a interação com outros indivíduos.

Para a concretização de uma boa comunicação intrapessoal, a pessoa precisa se autoconhecer. 

Só que nem sempre isso é possível, pois a maioria das pessoas não se observa com atenção. Faz parte do autoconhecimento a interiorização no sentido de enfrentar o seu mundo interior e admitir a própria natureza.

Está vendo como é complexo? Mas é extremamente necessário se comunicar com eficiência.

Por isso, busque se autoconhecer, aprenda a lidar com as suas emoções para ter uma comunicação de resultados. A sua liderança vai brilhar com a prática da comunicação intrapessoal e interpessoal.

Como esses conceitos afetam a sua liderança?

Saber como a comunicação intrapessoal e interpessoal afeta sua liderança é escolher uma vida voltada para resultados.

Se você, líder, tem compreensão da comunicação intrapessoal, você tem autoconhecimento e com isso, consegue se preparar para uma comunicação interpessoal efetiva.

Imagina que o líder não esteja resolvido com alguma questão da empresa e precisa comunicar a um funcionário as diretrizes do projeto que envolve justamente as suas incertezas. É bem possível que haja um esforço maior do líder para tratar do assunto, uma vez que ele não tenha resolvido consigo mesmo.

Neste ponto pode-se perceber que a comunicação intrapessoal e interpessoal estão intimamente ligadas. Comunicar o seu time com as arestas já aparadas sobre o assunto, com certeza trará resultados mais satisfatórios.

Agora, uma coisa é certa, tratar todos da empresa, os colaboradores e os gestores, de forma cordial e humanizada, sem perder a capacidade de objetividade e clareza, certamente trará mais sucesso para a empresa. 

Por isso, a comunicação organizacional deve ser entendida pelo líder e estendida aos funcionários.

O exercício é diário! Os resultados são certos!

Você também pode gostar de ler: Comunicação nas empresas: um guia completo e prático

5 dicas para desenvolver a comunicação interpessoal

Como dito anteriormente, a comunicação é inerente ao ser humano. Ainda que precisemos aprimorar a habilidade cada vez mais, a depender da evolução nas relações que experimentamos, comunicar está em nós.

É essencial que a comunicação intrapessoal seja trabalhada!  Por isso, incentivo as pessoas a fazerem cursos de desenvolvimento pessoal, voltados para o autoconhecimento. Pois é a partir do autoconhecimento que o líder vai fazer uma comunicação interpessoal satisfatória.

Entretanto, a comunicação interpessoal acontece todos os dias e devemos melhorá-la AGORA. E, por este motivo, abaixo estão algumas dicas importantes para desenvolver a comunicação interpessoal:

Utilize a linguagem corporal correta

Para que sua mensagem seja bem interpretada, não utilize a linguagem corporal de maneira negativa. Ligue a sua fala a sinais corporais positivos.

Aperfeiçoe sua percepção

Fique atento a tudo que o outro reage à sua fala. Partindo disso, você consegue dar uma condução mais inteligente para a sua conversa. Lembre-se que o momento exige atenção e presença. Esteja ali!

Seja empático

Tenha esta capacidade de ouvir o outro sem o interromper, sem julgá-lo. Deixe- o terminar seu raciocínio com engajamento. É muito importante ouvir a mensagem até o fim para poder dar uma resposta completa e justa ao seu interlocutor.

Pense e reflita antes de falar

Utilize o que você sabe sobre a comunicação intrapessoal e pense antes de responder. Aqui é importante conhecer o seu colaborador para elaborar uma comunicação que o alcance, pois as suas palavras chegarão nele pelo olhar que ele tem da empresa.

Comunique com calma e educação

Algumas pessoas podem se sentir ofendidas pelo teor da conversa que precisa participar. Por causa disso tendem a ofender seu interlocutor. Não seja essa pessoa! Sempre seja neutro e transparente na sua fala, assim a verdadeira mensagem será capturada em sua totalidade, sem ruídos.

Você já pode comunicar suas ideias e mensagens de uma maneira efetiva e eficaz depois de conhecer estas dicas? Deixe seu comentário.

Complemente a sua leitura assistindo o vídeo abaixo no meu Canal do YouTube: Vanusa Cardoso Coaching

comunicacao-assincrona

Quais são as principais diferenças entre comunicação assíncrona e síncrona?

O trabalho remoto ganhou espaço nos últimos tempos. Mas o gerenciamento da comunicação organizacional não é exclusividade dessa modalidade de trabalho. Entender e falar sobre comunicação assíncrona e síncrona nos dias de hoje, tornou- se importante e necessário, independente da forma de trabalhar.

Diante disso, é fundamental que saibamos sobre essas duas maneiras de comunicação e como elas podem influenciar no dia a dia de trabalho.

Sendo assim, neste artigo eu vou colocá-lo a par de todas estas informações. Aqui você saberá:

  • O que é comunicação assíncrona e comunicação síncrona?
  • Diferenças entre comunicação assíncrona e síncrona.
  • As mudanças comunicativas no trabalho remoto.
  • Roteiro para criar uma comunicação assíncrona de resultados.

Fica comigo neste artigo e dê um UP na sua comunicação.

O que é comunicação assíncrona e comunicação síncrona?

Muito se tem falado sobre estes tipos de comunicação e também pudera, são muito usadas, principalmente por estarmos trabalhando de forma híbrida, ora na empresa, ora no home office. 

E muitos somente no trabalho remoto!

Desta forma, a comunicação síncrona é quando se tem a oportunidade de falar com as pessoas de maneira direta, em tempo real. Ou seja, o emissor passa a mensagem e o receptor responde, sendo que o diálogo ou feedback ocorrem naquele momento.

a comunicação assíncrona é atemporal, quer dizer, o emissor envia a mensagem, mas não necessariamente o receptor irá recebê-la imediatamente. 

Por isso, a grande importância do entendimento de quando usar uma ou outra forma de se comunicar.

Eu percebo que as mudanças que ocorreram no nosso modo de trabalhar impactam diretamente na comunicação. 

Antes era possível você seguir direto para o espaço de um colaborador e obter a informação necessária imediatamente. Agora temos que priorizar ainda mais o que se precisa saber para dar andamento nos processos.

Conhecer a melhor forma de se comunicar com a sua equipe está diretamente ligada aos resultados que o líder almeja. 

Conheça as diferenças entre a comunicação assíncrona e síncrona e procure sempre fazer a melhor escolha.

Diferenças entre comunicação assíncrona e síncrona

Como dito antes, o ponto fundamental na diferença entre a comunicação assíncrona e síncrona, é que na primeira você não tem o interlocutor em contato imediato, portanto a resposta pode ser dada posteriormente. 

Na comunicação síncrona, seu colaborador está presente – seja pessoalmente ou virtualmente – e lhe dá a resposta em tempo real.

Você percebe que a escolha feita vai dar o tom do desenvolvimento da comunicação?

Na comunicação síncrona as empresas fazem contato via telefone, por reuniões presenciais, se utiliza muito a webcam, o Meeting, o Zoom e toda comunicação que a resposta possa ser imediata. Esse processo ocorre de maneira natural, pois estamos condicionados nesse modelo de comunicação há muitos anos.

Por outro lado, quando a resposta aguardada pode obedecer a certo período de espera, o líder pode usar a comunicação assíncrona. E, com o advento do trabalho remoto, a modalidade está muito em uso e precisa ser aproveitada em tudo de melhor que ela possui.

Nesta altura da leitura, o líder sabe que deve fazer a escolha adequada sempre. Confere?

Temos como exemplo de comunicação assíncrona o uso de e-mails, chats de texto, SMS, dentre outros.

Importantíssimo lembrar que na comunicação assíncrona estar online não significa estar à disposição. Por isso, ansiedade por respostas devem ser abolidas nesse momento! Mas, mantenha a clareza sobre o prazo da resposta.

Eis um motivo para entender como estabelecer a melhor comunicação no trabalho remoto, local em que a comunicação assíncrona está intensamente presente.

Leia também: Comunicação nas empresas: um guia completo e prático

As mudanças comunicativas no trabalho remoto

Por si só o trabalho remoto já traz suas particularidades e aí podemos incluir os sentimentos de  solidão e ansiedade.

Imagina só a situação de precisar de resposta imediata e seu interlocutor não poder dá-la. Neste ponto, vale lembrar que na comunicação assíncrona é assim que acontece.

Evite criar ansiedade, aja conscientemente sobre os processos da empresa. Saiba a hora de usar a comunicação certa. Caso você tenha urgência na resposta, faça uma ligação.

Quanto à solidão do trabalho remoto, devem-se ter momentos de aproveitá-la e dar um gás em algum projeto que depende exclusivamente de você e deve-se fugir dela nos momentos que puder fazer a comunicação síncrona. Aí você terá a colaboração direta de seus pares.

Mas tenha clareza de que no digital o tempo é diferente!

Você pode achar que está sem resposta, mas entenda que na comunicação assíncrona a pessoa pode dar uma resposta depois

A base para esta comunicação dar certo é a confiança no time e as relações desenvolvidas para se trabalhar remotamente. Tudo tem que estar bem claro.

O alinhamento com a equipe no trabalho remoto será fundamental para que a comunicação assíncrona dê certo.

Mas, ainda assim, ter por prática um roteiro de como se comunicar no trabalho remoto é sempre bem-vindo, não é mesmo?

Seguem umas dicas preciosas para você aplicar AGORA.

Roteiro para criar uma comunicação assíncrona de resultados

Para uma comunicação assertiva tenha claro o uso de cada canal de comunicação online. E faça sua equipe saber disso também.

Veja alguns exemplos: e-mails são para assuntos importantes e para registro; chamadas de vídeo são para realizar reuniões; ligações são para assuntos urgentes; WhatsApp é para conversas não urgentes.

Sempre seja direto: por não saber quando sua mensagem vai ser lida, você deve adiantar ao máximo o assunto. Ao cumprimentar o colaborador já dê o detalhamento do que pretende falar, expresse qual é o objetivo daquela mensagem e para quando deseja uma resposta. Dessa forma, o seu interlocutor, vai organizar as prioridades.

Comunique-se pensando nos detalhes: quando receber informações, solicite à pessoa o máximo de detalhes sobre o assunto e, principalmente, como ela espera que seja solucionado. Os detalhes são de extrema importância para uma comunicação assíncrona.  

Tenha paciência: é possível que a pessoa que está recebendo a sua mensagem esteja ocupada em outras atividades naquele momento e não consiga responder imediatamente. Entenda isso e crie dispositivos para controlar a sua ansiedade. Afinal, comunicações assíncronas são indiretas e podem demorar a ter uma devolutiva.

Respeite o tempo do seu interlocutor: como dito anteriormente, o tempo no digital é diferente. Na comunicação assíncrona tudo ocorre no tempo que está disponível para cada assunto.

Gostou de saber sobre a comunicação síncrona e assíncrona?

Comente aqui o que pode ser utilizado imediatamente na comunicação assíncrona pela sua empresa?  

Você também pode gostar de ler: Inteligência emocional para líderes: o que você precisa saber

lideranca-digital-01

Liderança digital: como a tecnologia impacta no gestão da equipe

Que a tecnologia é uma forte aliada na gestão das empresas e das equipes, já não é segredo para mais ninguém. Contudo, do que se trata a liderança digital? Como um líder pode usar desses artifícios para potencializar os resultados da sua equipe?

Dada a relevância do tema, preparei um artigo para que possamos entender um pouco mais a acerca das características do líder digital e de que forma ele pode influenciar nos resultados da equipe, com a ajuda da tecnologia.

Se você está em uma fase de “namoro” com a tecnologia, conhecendo-a e desejando trazer para o seu dia a dia, esse é um bom lugar para entender a importância disso na gestão das pessoas.

Dessa forma, no artigo abaixo você verá:

  • O que é liderança digital;
  • Quais são as características do líder digital;
  • Porque essa iniciativa é importante nos dias de hoje;
  • 3 passos para levar a tecnologia para a sua realidade.

Liderança digital: o que é?

Essa é uma expressão que resume a ligação entre líderes e tecnologia. 

Sabendo que nas últimas décadas, a tecnologia avançou exponencialmente mudando rotina, processos e até mesmo, o comportamento das pessoas, não se pode ficar alheio a essa realidade e nem resistir ao uso das ferramentas tecnológicas durante sua gestão como líder.

À vista disso, Liderança digital diz respeito ao profissional que adota novas formas de pensar e agir conduzindo suas equipes no alcance de resultados memoráveis e muito além do esperado.

O líder digital tem capacidade de inspirar as pessoas nesse rumo de desenvolvimento.

Você também pode gostar de ler: RH 4.0: o que esperar da nova era de Gestão de Pessoas?

Características do líder digital

Se você chegou até esse ponto da leitura pode estar interessado em conhecer e desenvolver as características de um líder tecnológico ou digital

Portanto, eu listei abaixo algumas das habilidades que podem o tornar um profissional diferenciado nesse quesito.

Capacidade “aprendedora”: que significa dar vida a sua vontade de aprender e buscar novidades na internet, fazendo benchmarking e conversando com sua rede de networking. 

Uma vez que você faz isso, é hora de dividir este conhecimento com o time a fim de que a cultura de tecnologia e inovação chegue até todos, sensibilizando-os para a importância dela.

Gostar de inovação: para adotar novas tecnologias é preciso gostar desse negócio de inovação. É preciso ter interesse em coisas que nos tiram da zona de conforto e estar disposto a utilizá-las no dia a dia. 

Preste atenção aos conteúdos que você consome na sua rotina: o que tem de inovador nesse repertório?

Não ser resistente às mudanças: mudanças doem e isso é um fato real. Se você pretende ser um líder digital e adepto a novas tecnologias, certamente terá que lidar com mudanças. 

E neste caso, é importante encarar o processo como algo benéfico e necessário. Esse comportamento irá inspirar o time que também, tende a resistir a adoção de tecnologias que o tire do fluxo padrão de trabalho.

Utilizar e testar novas ferramentas antes de implementar: antes de sair deste artigo implementando novas ferramentas de trabalho e incorporando a tecnologia na rotina do time, faça testes. Utilize as ferramentas que pretende implementar no seu dia a dia, de verdade. Se você entender que elas ajudarão no crescimento da equipe e nos resultados da empresa, é hora de apresentar para as pessoas.

Perceba que para ser um líder ligado a tecnologia você precisa, basicamente de vontade e determinação, ao invés de se manter resistente às novidades do mercado.

Por que você precisa ter uma liderança digital nos dias de hoje?

Como eu disse no começo do artigo, a tecnologia já não é uma opção nos dias de hoje. Ela passou a ser essencial nas empresas, e até mesmo, na vida das pessoas.

Trazer a tecnologia para a sua forma de liderar é uma decisão inteligente, pois os colaboradores das novas gerações lidam com ela diariamente e com uma facilidade incrível.

Essa é uma oportunidade para que o líder possa se aproximar, conhecer e potencializar cada membro do time, por meio de ferramentas e conhecimentos tecnológicos.

Além de ser extremamente útil nas rotinas de trabalho, a tecnologia otimiza a capacidade de gestão por meio de indicadores em tempo real, centralizados e sem a necessidade de cálculos mirabolantes em planilhas de Excel. Tudo que um líder produtivo e eficiente precisa para escalar os resultados do time.

Para tanto, basta abrir a caixa das novas tecnologias e explorar tudo de melhor que ela pode oferecer.

3 passos para levar a tecnologia para sua equipe

Agora partindo para a prática, listei 3 passos que você pode dar hoje para tornar a sua liderança em uma liderança digital. Veja:

Será que a empresa já oferece alguma tecnologia?

Por vezes encontro líderes pouco dispostos a utilizar e conhecer as ferramentas que as suas empresas já oferecem. Esse é um bom começo. Se a empresa já tem algo bacana, comece abrindo espaço para isso. 

Se ainda não oferece, será uma oportunidade para ter apoio nessas questões tecnológicas. Os superiores e RHs estão disponíveis para ajudá-lo a fazer seu time crescer.

Comece olhando seus processos

Esse é um equívoco que as pessoas cometem: contratar ferramentas ou sistemas sem entender os seus processos internos. A falta de alinhamento nessas questões pode frustrar todo o time na adoção de tecnologias. 

Portanto, uma forma de evitar isso é conhecendo a fundo seus processos para então, procurar por tecnologias que o atendam mais precisamente (dentro do possível).

Pesquise, teste e compartilhe com o time

De olho nos itens acima, a última dica está relacionada com o pesquisar, testar e sensibilizar o time para o uso de uma determinada tecnologia. Se o líder entender que a ferramenta vai ajudá-los no alcance de resultados, ainda assim, precisa explicar e pedir opinião deles sobre o uso, sempre que possível.

Se a tecnologia impositiva não funciona para você, por que vai funcionar para o seu time?

Desta forma, escolha o caminho da sensibilização e do comprometimento para ter uma Liderança digital de sucesso.

Gostou das dicas? Faz sentido para você o conceito de Liderança digital?

Leia também: 7 características dos grandes líderes

como-motivar-uma-equipe-01

Como motivar uma equipe: dicas práticas para usar hoje mesmo

Ter uma equipe motivada e produtiva é o sonho de todo líder, pois uma equipe assim está aberta a ouvir, pensar e realizar. Por este motivo é preciso estar atento a como motivar uma equipe.

Ao ter uma equipe motivada se tem produtividade de forma certa. 

A motivação de equipe proporciona um clima organizacional agradável a todos e coloca o objetivo a ser alcançado no centro da atenção da empresa.

Mesmo aquele colaborador que parece desanimado, ao fazer parte de uma equipe motivada passa a ter mais cuidado com suas responsabilidades e adquirir novo comportamento em relação às metas e aos resultados buscados pela empresa. 

Pode-se dizer que os colaboradores são contagiados pelo clima motivacional que existe.

Neste momento a pergunta vem imediatamente: mas como faço para motivar uma equipe?

Fique tranquilo, neste artigo eu esclareço:

  • Do que se trata motivação e como motivar sua equipe
  • Quais os benefícios que ela traz para a sua equipe 
  • E, mais ainda, apresento dicas de como fazer acontecer

Sendo assim, continue comigo nesta leitura e descubra o poder da motivação para que seus colaboradores atinjam o máximo de suas capacidades.

O que é motivação?

Nesse primeiro momento é fundamental que fique claro para você o que é motivação.

Em um contexto semântico – sentido das palavras – motivação é simplesmente aquilo que motiva pessoas para uma ação

Já em um contexto psicológico, não é uma competência, mas sim uma resposta do colaborador a estímulos enviados pela empresa e pelo ambiente onde o mesmo atua.

Partindo destes dois conceitos, temos a seguinte pergunta: motivação vem de dentro de cada ser humano ou do exterior que o cerca?

Pois bem, podemos dizer que é um misto destes dois fatores que influenciam diretamente o comportamento motivacional das pessoas.

Para o entendimento claro do processo motivacional, trago uma teoria bem famosa, a teoria de Abraham Maslow na sua Pirâmide de Maslow.

A pirâmide cria uma hierarquia para as necessidades humanas. 

Segundo essa teoria, cada degrau da pirâmide corresponde a um tipo de necessidade e somente após satisfazer um nível de necessidade, o ser humano passa ao outro. E, cada vez que se preenche um nível de maneira completa, surgem naturalmente as necessidades do nível seguinte.

Entenda melhor na ilustração abaixo:

como motivar sua equipe

Note que na base da pirâmide estão as necessidades básicas, ou seja, fisiológicas. São necessidades de sobrevivência e o que garante a perpetuação da espécie. 

Caso alguma destas necessidades não seja suprida, a pessoa não consegue pensar em evoluir, ou seja, se estiver com problemas de moradia ou passando fome, a pessoa não tentará alcançar o outro nível.

Por isso, é preciso compreender que a motivação aflora para a pessoa quando ela tem os níveis desta pirâmide contemplados. 

E isso se dá por uma escalada, um patamar de cada vez.

A empresa tem participação fundamental na escalada dos níveis da pirâmide de Maslow, pois é dali que sai o sustento para a família, dali pode-se conseguir um pouco de segurança. 

Nas empresas o colaborador pode ser reconhecido, se sentir respeitado, essencial, ter a autoestima alimentada e, com isso, alcançar realizações pessoais.

Desta forma, você observa que os níveis da Pirâmide de Maslow estão intimamente ligados à motivação que vem de fora e aquela que provém do coração da pessoa.

Não se pode separar uma da outra.

Do que trata a motivação de uma equipe?

A motivação vem de dentro ou de fora? 

Analisando essa questão, fiz relação automática com outra teoria. A teoria de Frederic Hersberg dos Fatores Higiênicos e dos Fatores Motivacionais

Para ele a motivação das pessoas vem das duas formas, de dentro quando se trata dos fatores motivacionais e de fora quando se trata dos fatores higiênicos.

Os Fatores Higiênicos são aqueles que as pessoas devem receber da empresa para que realizem o seu trabalho com mais afinco, pode ser um mínimo, mas se precários, provocam desmotivação.

Alguns exemplos:

  • Condições de trabalho e conforto;
  • Políticas da organização e administração;
  • Benefícios;
  • Salários;
  • Segurança no cargo.

Já os Fatores Motivacionais lidam com o ser humano, ou seja, é preciso conhecer a pessoa. Eles operam de um jeito diferente sobre o colaborador. E, por causa disso, trazem aquela motivação que vem de dentro.

Veja alguns exemplos:

  • Reconhecimento;
  • Oportunidades de crescimento;
  • Delegação de responsabilidades;
  • Autonomia;
  • Promoção

Desta forma, é possível perceber que para ter uma equipe motivada, o líder precisa lançar mão destas duas formas de motivar.

E uma equipe motivada é uma equipe que identifica suas potencialidades, sabe aplicá-las de acordo com suas funções e, por conseguinte, obtém sucesso e é reconhecida e valorizada por isso.

Isso faz sentido para você?

Você também pode gostar de ler: Inteligência emocional para líderes: o que você precisa saber

Benefícios de uma equipe motivada

São muitos os benefícios de motivar uma equipe. Isso você já pode imaginar.

Eu sei que você precisa ter claros estes benefícios para então agir imediatamente.

Além de um clima organizacional prazeroso e acolhedor – os seus colaboradores vão se sentir satisfeitos de trabalhar na sua empresa – há, comprovadamente, um crescimento na produtividade

Desta forma, você como líder, também se beneficiará deste prazer que é viver motivado.

Não se esqueça de que quando há motivação, a equipe fica mais unida, possui o olhar no mesmo objetivo e isso faz com que se empenhe mais para construir mais laços. 

A equipe motivada deseja cumprir as metas propostas de forma inteira. Essa equipe deseja receber os louros da vitória em conjunto.

É possível que nesta altura da leitura você pense assim: Eu quero ter minha equipe motivada agora!

Isso é fantástico! E você precisa ter respostas para as perguntas que surgem.

Como motivar a equipe? Qual o caminho? Quais passos eu sigo para conseguir este feito? É muito difícil engajar minha equipe na motivação?

Vou tranquiliza-lo dizendo que há um caminho sim.

Esse caminho passa pela atitude da empresa em querer fomentar a motivação e de líderes treinados para implementar uma cultura motivacional junto à equipe.

E não deve ser um processo difícil de fazer, porque com as atitudes certas, você verá os resultados aparecerem. Então foco no uso das ferramentas!

Para facilitar este processo trouxe algumas dicas de ouro para serem usadas hoje mesmo.

Leia mais: Liderança na prática: o que você precisa saber para ser um líder de sucesso

Como motivar uma equipe: 3 dicas de ouro

Existem muitas atitudes que podem ser empregadas na motivação dos seus colaboradores, no entanto vou deixar aqui 3 dicas que envolvem tanto a motivação interna como a externa. 

Por esse motivo são dicas tão preciosas.

Assim sendo, você terá certeza que está atingindo as duas possibilidades de criar motivação na equipe. Nesse sentido é muito importante conhecer o perfil psicológico de cada um, pois alguns colaboradores se motivarão internamente e outros estarão engajados pelos motivos externos.

Vamos a elas:

1- Promova treinamentos

Treinar a sua equipe a mantém motivada. Isso se dá porque os colaboradores saem da zona de conforto e da rotina. 

Nos treinamentos, vários pontos são validados para que a equipe possa saber do que precisa para ter um alto desempenho. 

É fundamental que sua equipe saiba as qualidades que possui para a realização das metas. E, ao observar que tem potencial, a equipe vai usar no cumprimento dos objetivos empresariais.

2- Ouça sua equipe

Toda pessoa se sente aceita se ela puder falar e registrar a sua opinião. 

Ouvir a sua equipe resulta em um material muito rico para criar estratégias vencedoras. Os colaboradores dão sugestões de melhorias e resolução de problemas. Isso é excelente para construir o ambiente necessário para que eles desenvolvam seus talentos.

E lembre-se sempre: um funcionário que enxerga sua sugestão em uso se sente orgulhoso disso. Ou seja, se sente motivado a acrescentar cada vez mais.

3- Reconheça

Quer atingir todos os seus funcionários? Quer ver a equipe motivada? Reconheça-a.

Esse reconhecimento pode ser tanto pessoal quanto financeiro. Bem, nesse ponto você terá a resposta tanto das pessoas que se motivam internamente como das pessoas que se motivam externamente.

Ao reconhecer o trabalho da equipe com elogios, engrandecendo o lado profissional, teremos os colaboradores motivados pelo orgulho do pertencimento.

Quando o líder reconhece financeiramente sua equipe, demonstra o resultado do trabalho nas metas alcançadas. 

Se a empresa está indo bem, porque não distribuir um bônus ou um presente especial para as pessoas que fizeram isso acontecer, não é mesmo?

Estas são dicas possíveis de aplicar hoje mesmo. 

Complemente a sua leitura assistindo o vídeo abaixo no meu Canal do YouTube: Vanusa Cardoso Coaching:

Conta pra mim aqui nos comentários qual dessas dicas você já praticou? Ah, não esqueça de falar sobre os resultados motivacionais alcançados

grandes-lideres

7 características dos grandes líderes

Mais importante do que conhecer as características de grandes líderes da história é saber que estas características podem ser desenvolvidas por qualquer pessoa que deseja alçar voos na carreira e na vida.

Para ser um líder inspirador e admirado pelos colaboradores é preciso conhecer, não só as teorias, mas também se autoconhecer e desenvolver as habilidades necessárias para alcançar o sucesso.

Este é um artigo em que eu trago algumas das histórias que me inspiram até hoje. 

Ou seja, são histórias de líderes com características marcantes que já usei, testei e sei que dão certo.

E, mais ainda, vai conhecer as características mais comuns aos grandes líderes levando para sua própria vida, se assim desejar.

Sendo assim, nas próximas linhas você verá:

  • 5 grandes líderes da história
  • 7 características dos grandes líderes

Vem comigo! Tenho certeza que ao final da leitura você vai se identificar e se aprimorar.

5 grandes líderes da história

Eu sei que você deseja obter sucesso no seu papel de liderança. 

Isso é muito compreensível, pois ver os resultados positivos na sua empresa, ser admirado e seguido pelos colegas, além de cumprir sua missão, tem um gostinho de satisfação inigualável.

Uma das melhores formas de fazer isso é seguindo os passos de grandes líderes da história, observando as características de cada um e trazendo para a sua realidade. 

Nesta lista dos 5 grandes líderes, você irá identificar porque eles fizeram sucesso e são inesquecíveis.

1) Walt Disney

O legado criado por Walt Disney é tão grande e forte que seu parque foi inaugurado depois de sua morte e permanece até hoje como uma das maiores atrações mundiais.

Costumava dizer que os sonhos eram feitos para serem realizados e focava nisso.

Ao trazer para o seu negócio o senso de pertencimento, trazia para os clientes e colaboradores a satisfação de se sentirem dentro do negócio e serem importantes para ele.

Sou suspeita para falar, pois sou fãzona dele.

Leia mais: 7 lições que aprendemos com o filme Walt antes de Mickey

2) Steve Jobs

Na Apple, empresa que é fundador, mostrou a força da cultura organizacional.  

Enfatizou que gostar daquilo que se faz é o primeiro passo para fazer com excelência.

Podemos dizer que Steve Jobs defende que saber por que se faz as coisas é fundamental para chegar a grandes feitos empresariais. Ele trouxe o porquê de se fazer o que se faz para o exterior e todos podemos ver isso.

Para Jobs o segredo do sucesso é amar de verdade o que se faz.

Ele possuía liderança aguçada e com sua criatividade revolucionou a indústria de computadores pessoais e outros segmentos tecnológicos.

3) Mahatma Gandhi

Foi um grande defensor da cultura de paz. Conquistou a independência da Índia, influenciando mais de 350 milhões de pessoas em uma não guerra.

Gandhi tinha clareza de seus ideais de paz, justiça, igualdade e vida natural. A sua revolução na Índia foi pacífica, ele representava a voz do povo e conseguiu mobilizar outros líderes de outros países.

Seus ensinamentos são seguidos por milhares de pessoas em todo o planeta até hoje. 

Ele defendia “O caminho da felicidade”, uma filosofia de não violência como meio da evolução.

4) Nelson Mandela

Nelson Mandela pode ser dito como o maior expoente da luta antirracista do mundo. Seus ensinamentos são lembrados até hoje por promover a cultura não violenta na África do Sul.

O Apartheid, regime de segregação racial da África do Sul, trouxe muito sofrimento aos sul-africanos e Mandela foi um guerreiro na luta pela liberdade e defesa das causas humanitárias.

Depois de passar 27 anos na prisão, ele se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul, colocando um fim definitivo à política racista do Apartheid.

Mandela valorizava as pequenas conquistas do seu povo e com sua forma de liderança ganhou respeito e reconhecimento internacional.

5) Malala Yousafzai

A ativista paquistanesa viveu e chamou a atenção internacional para um grande problema – o de 61 milhões de meninas que não tinham acesso à educação.

Malala levou um tiro na cabeça disparado por talibãs pelo simples fato de insistir em frequentar a escola quando isso foi proibido pelo governo de seu país.

Depois de se recuperar decidiu seguir na luta pelos direitos das meninas estudarem, tornou-se aos 17 anos a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz, em 2014.

Sua liderança apresenta-se tão forte que persuadiu os líderes mundiais para que começassem a tomar medidas reais para corrigir a questão das escolas para todas as crianças.

Aqui, temos um breve relato das histórias desses grandes líderes. Todos têm fortes atitudes, imprescindíveis para a liderança inspiradora.

Vamos ver quais são? Abaixo, destacamos 7 delas.

As 7 características dos grandes líderes

Os líderes citados emprestam sua vivência para que grandes líderes atuais desenvolvam o seu melhor.  

Veja que oportunidade maravilhosa! 

Olhar estas histórias e tirar delas as características que levaram estes grandes líderes ao sucesso.

Aqui, mostro para você 7 atributos comuns aos líderes que vimos:

1 – Autoconhecimento

Grandes líderes têm conhecimento sobre as suas emoções, sobre seu potencial e suas limitações. 

Eles usam inteligência emocional que permite serem assertivos e conseguirem seus objetivos de maneira mais eficiente.

2 – Foco no objetivo

Eles possuem a capacidade e a determinação de realizar o que é proposto. 

Seu carisma e técnica envolvem toda a equipe na busca pelo objetivo. Para isso, trabalham com pequenas metas diárias e olham longe para alcançar o que desejam.

3 – Envolvimento das pessoas no sonho

Fortalecem o senso de pertencimento de sua equipe, valorizam a importância de cada um para o sucesso do grupo e da empresa; alimentam de forma verdadeira a autoestima e a motivação de seus liderados.

4 – Autenticidade e honestidade

Grandes líderes sabem o impacto e o valor da honestidade e da autenticidade. Eles expõem seus objetivos e ideais com muita clareza e isso contagia aqueles que os ouvem. 

Seu discurso é dito com coração, mente e alma. E, para seguir uma pessoa, é prazeroso que seja alguém apaixonado.

5 – Olhar sobre o potencial individual

Sabem que cada pessoa tem algo a oferecer e que as pessoas possuem um potencial infinito a ser desenvolvido e aproveitado. 

Por isso, se cercam daquelas que têm talentos e habilidades diferentes. Isto estimula a criatividade, a diversidade e a mudança dentro da empresa.

6 – Possuem níveis altos de paciência e compreensão

Grandes líderes são bons ouvintes. Eles ouvem os seus colaboradores e permitem que estes se expressem em suas opiniões voltadas para os desafios do dia a dia empresarial. 

Eles sabem que ao ouvir a sua equipe receberão ideias para resolver problemas, além de entender a necessidade dos mesmos e poder promover um ambiente de trabalho mais satisfatório.

7 – Proatividade

Grandes líderes são proativos! 

Proativos em fazer escolhas conscientes com base em seus princípios e nos resultados desejados. 

Eles se antecipam a possíveis problemas e consequências, trabalhando para contorná-los.  Por isso, grandes líderes apostam no seu desenvolvimento e estudam sempre.

Eu sei que você possui algumas destas características, pois você é um líder.

Lembre-se de que quando citei os 5 grandes líderes da história foi com o intuito de entregar essas possibilidade de crescimento. 

Desta forma, continue comigo e descubra como desenvolver as suas habilidades.

Como desenvolver suas habilidades de líder?

Tenho que dizer, neste momento, que a característica que você precisa desenvolver em primeiro plano é a da proatividade.

Sim! Porque é a partir dessa habilidade que você vai compreender que necessita se antecipar em seu desenvolvimento para obter sucesso.

A característica da proatividade traz para você a necessidade de estudar e se preparar para atingir todas as outras.

Ou seja, a partir do momento que você compreende a importância do autoconhecimento e a necessidade de treinamento continuado, desenvolve as demais características no processo.

Isso não é lindo? Você só precisa dar o primeiro passo.

Note isso: se você está treinado terá autoconhecimento. Estudou suas emoções e sabe do seu potencial.

Treinado, você aumenta a clareza do objetivo que deseja alcançar. Ele fica sempre ao alcance dos seus olhos, pois o seu foco é evidente.

Desta forma, a sua motivação estará em alta e seus colaboradores serão contagiados por ela. O seu desenvolvimento continuado fará com que esteja sempre atento e apaixonado pelo que faz.

Estudar, treinar, focar no seu desenvolvimento. Isso te dará todas as ferramentas para desenvolver as características mais impressionantes dos líderes excepcionais.

lideranca-na-pratica

 

 

 

 

 

 

 

 

Antes de ir embora comenta aqui embaixo qual desses líderes você mais admira. Ou aquele que você mais gosta e não foi listado aqui.