Como e quando posso elogiar em grupo?

Como e quando posso elogiar em grupo?

Como e quando posso elogiar em grupo?

 
Elogiar alguém em grupo é ainda mais poderoso do que elogiar essa pessoa individualmente!
Imagine-se recebendo um elogio – logicamente merecido – na frente de outras pessoas. Não é maravilhoso? Claro que sim! Certamente você se sentirá muito feliz com o reconhecimento.
Contudo, para que se elogie em grupo é preciso tomar alguns cuidados técnicos para que este seja sadio, tanto para quem recebe, tanto para o time que escutou.
 

Vamos para a prática:

 
Case 1
Imagine que Julio, seu colaborador, está recebendo um elogio pela excelente pontualidade em entregas de suas tarefas. Você, como líder, o elogia em grupo, na frente dos demais colegas. O que você acha que Julio sentirá? Grande alegria, certamente. Só que, se algum outro integrante da equipe obtenha uma performance tão boa quanto a de Julio também é preciso elogiar – e em grupo. Essa é a “regra de ouro”.
É correto e eficaz elogiar em grupo, no entanto, você tem que estar atento para reconhecer outros colaboradores quando eles lhe surpreenderem positivamente. Caso contrário, líder, esse elogio poderá gerar intrigas no próprio grupo e incentivar conflitos e atitudes imaturas por parte dos colaboradores. Compreende?
 

Aqui vai um conselho

Líder de verdade elogia sim, e muito, em grupo! Sabe por quê? Porque ele está sempre atento, sempre vê o que as pessoas fazem e, quando alguém faz algo tão bacana tanto, ele fará questão de elogiar.
O resultado dessa atitude? Uma equipe altamente engajada, motivada e cooperativa. Colegas torcendo um pelo sucesso do outro e, nesse caso, todos ganham!
 

Mais um pouco de prática para você líder:

 
Case 2
Situação: Tenho uma equipe com 10 colaboradores. Um deles, Luiz, está apresentando um resultado extraordinário em relação as vendas. É pró-ativo, focado e sabe se relacionar muito bem com os clientes internos e externos. Neste mês superou suas metas.

Como líder, posso elogiar Luiz na frente de todos da equipe? Isso é certo ou errado?
Resposta: Pode e deve elogiá-lo na frente da equipe, no entanto não esqueça da regra de ouro. Assim que alguém fizer algo também que mereça elogio você deve fazê-lo também na frente as pessoas.
O segredo está em manter sempre o mesmo critério!
 
 
Case 3
Tenho uma equipe com  10 colaboradores, 8 estão de parabéns pela excelente performance que apresentaram no último mês, estão engajados, focados e dando seu melhor na busca dos resultados da companhia.
No entanto, 2 colaboradores  (Pedro e Ana) não estão no mesmo ritmo do grupo, estão desengajados, atrasam com frequência, apresentam comportamento passivo agressivo e estão apresentando baixo resultado.
A pergunta é: posso fazer uma reunião e parabenizar todos da equipe (juntos) pelos resultados apresentados?
Resposta: Não, não parabenize todos em reunião geral de forma alguma!
Caso faça isso sabe o que pode ocorrer? Os dois colaboradores que estão desengajados (Pedro e Ana) ficarão na zona de conforto achando que estão bem, e os demais 8 colaboradores que apresentam hoje excelente performance se perguntarão, do que adianta se esforçar se quem não se esforça também ganha elogio? Percebem aqui o dano causado? Você desmotiva os 8 colaboradores excelentes.

O que fazer então?

  1. Chamar de forma individual cada um dos 8 colaboradores e lhes parabenizar pelos resultados atingidos. Confira aqui como elogiar;
  2. Chamar de forma individual Pedro e Ana e lhes dar um feedback de aprimoramento. Deixando claro (de forma específica) o que não está bom e estabelecendo novo contrato de resultado.

 

Você pode me questionar: mas Vanusa, dessa forma dá muito trabalho!

 
Eu lhe respondo, gerir pessoas dá trabalho sim!
Mas sou convicta em lhe dizer, não gerir pessoas dá MUITO MAIS TRABALHO!
E o pior, quando você não faz a gestão das pessoas o impacto no resultado é matemático.

 
Lembre-se da lógica: PESSOAS, PROCESSOS, RESULTADOS!

 
Olhe “vendo” para as pessoas, desenvolva-as, importe-se com elas. Essas pessoas vão querer fazer o processo da forma correta e eficaz, e aí o que acontece com sua empresa? OBTÉM RESULTADO!
É simples, mas exige sim muita técnica, empatia e foco nas pessoas.
 
Com base nestas provocações o que fica de aprendizado deste artigo? Deixe aqui seu comentário!

Conecte-se conosco! 

 
Vamos que vamos, uma excelente semana!
 
Um abraço coach,
Vanusa Cardoso.
Psicóloga, Master coach e especialista em processos grupais.
 

2 Responses

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *